Prof.° Elisonaldo Câmara

Minha foto
Mossoró/Guamaré / Pedro Avelino, Rio Grande do Norte, Brazil
Graduado em História pela UERN, Especialista em Geo-História, professor do município de Guamaré e do Estado do Rio Grande do Norte.

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Os Persas.



   

 
A Pérsia situava-se no planalto do atual Irã. Durante muito tempo, os persas foram dominados pelos medos. Por volta de 550 a.C., um príncipe persa, de nome Ciro, liderou uma rebelião vitoriosa e tornou-se imperador de todos os povos da região.Com o objetivo de aumentar suas riquezas e resolver problemas causados pela baixa produção agrícola, os persas passaram a conquistar terras e povos sob o comando do imperador Ciro. Seus sucessores, Cambises e Dario I, comandaram novas conquistas e, assim, o Império Persa passou a abranger uma área gigantesca, que ia do vale do Rio Nilo, no Egito, até o vale do Rio Indo, na Índia. Para manter a dominação sobre diferentes povos e melhorar a organização, Dario I dividiu o Império Persa em vinte províncias chamadas  satrápias e nomeou altos funcionários reais, os sátrapas, para administrar cada uma delas. Esses funcionários eram vigiados de perto por inspetores, conhecidos como "olhos e ouvidos do rei”. A fim de facilitar a comunicação, o comércio e o deslocamento do exército persa no interior do Império, o imperador Dario I mandou construir um eficiente sistema de correios e uma rede de estradas. A principal dela ela a Estrada Real, que ligava Susa a Sardes, e tinha cerca de 2400 km. O imperador Dario I também mandou cunhar uma moeda única, o que facilitou enormemente o comércio entre todos os povos sob seu domínio. Os persas tinham uma religião antiga que foi reformada por Zoroastro (628-551 a.C.). Para o zoroatrismo, o Universo é palco de uma luta permanente entre bem e mal, verdade e mentira. Sua doutrina está contida no livro sagrado Avesta. Nessa religião, há um deus supremo, Ahura Mazda, que representa o bem, a luz e é o criador de todas as coisas boas, seu maior adversário é Arimã, princípio que representa o mal, a destruição, as trevas. O zoroatrismo acredita também no julgamento dos mortos e na vida eterna dos justos.
1.    Região atual onde esteve localiza a civilização persa._____________
2.    Povo que dominou os persas até 550 a.C.______________
3.    Príncipe persa que liderou uma rebelião vitoriosa contra os medos e tornou-se imperador de todos os persas.______________
4.    Imperador que sucedeu Ciro.___________
5.    O Império Persa ia do Vale do Rio Nilo, no_________, até o Vale do Rio Indo, na _________.
6.    Dario I dividiu o Império Persa em vinte províncias chamadas_____________.
7.    Religião persa______________.
8.    A doutrina da religião persa está contida no livro chamado___________.
9.    Dario I mandou construir um eficiente sistema de _________ e uma rede de __________.
10. Sucessor do imperador Cambises____________.
11. A Estrada Real que ligava as cidades de________ e _______.
12. Os persas tinham uma religião antiga que foi denominada de______________.
13. A doutrina da religião Persa esta contida no livro___________.
14. Nessa religião, há um deus supremo ____________, que representa o ______, e a ________.

domingo, 6 de agosto de 2017

Os Hebreus.



A Bíblia á a principal fonte histórica para o estudo dos hebreus.
è Muito antes de se fixarem na Palestina, já eram nômades e viviam como pastores na Mesopotâmia.è Deslocaram-se de Ur, na Caldéia, sob o comando de Abraão, fixando-se na Palestina, região bem próxima ao rio Jordão.è Eram governados através do patriarcado, cuja característica principal estava na figura do patriarca, chefes da tribo e com a transmissão do poder de maneira hereditária. Os primeiros patriarcas foram Abraão, Isaac e Jacob.
è Jacó deixou de herança para seus descendentes a organização das Doze tribos. No entanto, foram obrigados a se transferir para o Egito, onde foram escravizados durante alguns séculos.
è Foram libertados sob a liderança de Moisés, no período da História conhecido como Êxodo.
è Os hebreus saíram do Egito e voltaram para a Palestina que estava ocupada por outros povos, principalmente os filisteus e os cananeus.è Época de muitas lutas.
è Começam as disputas de terras pelos 12 tribos.è Os chefes guerreiros eram chamados de juízes: Josué, Gedeão, Jefté, Sansão e Samuel.è Os hebreus adotam como forma de governo a realeza.
Saul foi o primeiro rei. è Davi foi o segundo: autor do livro “Salmos” e unificador do reino cuja capital era Jerusalém.è Salomão foi sucessor de Davi: centralizou o poder, construiu o Templo de Jerusalém e revoltou o povo com sua política de aumento de impostos e trabalhos forçados.
è Cisma Hebraico: divisão do povo hebreu em dois reinos após a morte de Salomão:
1. Israel capital em Samaria que foi conquistado pelos assírios.2. Judá capital em Jerusalém, sofreu a invasão de babilônios e depois pelos romanos.è A presença dos babilônios, levou os hebreus para um período de cativeiro na Babilônia.è Esse cativeiro só termina após a invasão persa na Mesopotâmia.è Diáspora: expulsão dos judeus da Palestina. O resultado das lutas freqüentes contra os romanos culminou com as revoltas de 70 e 135 d.C. quando então os judeus foram expulsos da Palestina.è O Judaísmo, religião hebraica fundamentou o monoteísmo ocidental.è A religião foi codificada por Moisés e organizada na Torá - Antigo Testamento dos Cristãos.è A Torá inicia-se com o Pentateuco.è O Pentateuco forma os cinco primeiros livros da Bíblia: Gênesis, Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômios.è A religião e a moral bíblica serviram como base para a moral e o direito ocidentais porque Jeová – o Deus hebraico – representava um forte conteúdo ético. 

domingo, 23 de julho de 2017

ATIVIDADE:REVOLTAS SOCIAIS DA REPÚBLICA VELHA.



Caixa de texto: a) Quais camadas sociais participavam dessa Revolta e quais eram seus objetivos?

b) Quem era o líder da Revolta?


c) Como funcionava a comunidade fundada pelos revoltosos?

1). Sobre a Revolta de Canudos, responda:

                                                                    

2).Os movimentos messiânicos eram mais comuns do Brasil do que imaginávamos. Além de Canudos, várias revoltas envolvendo seguidores destes movimentos eclodiram durante a primeira metade de século passado. Como o Messianismo foi possível?
A)      Devido ao grande poder dos líderes messiânicos cujo prestígio era medido pela quantidade de eleitores que controlasse conseguindo desta forma se eleger para os cargos políticos.
B)       Em virtude do temor que as profecias dos beatos causavam à população mais pobre, preferindo resignar-se a vida de peregrinações e orações para salvação da alma.
C)       Em razão do clima de insegurança que assolava o campo causado pelo banditismo obrigando a população mais pobre abrigarem-se nos movimentos messiânicos para se proteger.
D)      Devido a concentração latifundiária, o estado de miséria dos camponeses, a prática do coronelismo e a forte religiosidade popular.

3).Leia o texto:


MESTRE-SALA DOS MARES
João Bosco e Aldir Blanc

Há muito tempo nas águas da Guanabara
o dragão do mar reapareceu
Na figura de um bravo feiticeiro
A quem a história não esqueceu
Conhecido como navegante negro
Tinha a dignidade de um mestre-sala
E ao acenar pelo mar
Na alegria das regatas
Foi saudado no porto
Pelas mocinhas francesas
Jovens polacas e por batalhões de mulatas
Rubras cascatas jorravam das costas
dos centros entre cantos e chibatas
Inundando coração, do pessoal do porão.
E a exemplo do feiticeiro gritava então
Glória aos piratas, às mulatas, às sereias.
Glória à farofa, à cachaça, às baleias.
Glória a todas as lutas inglórias
Que através da nossa história
Não esquecemos jamais
Salve o navegante negro
Que tem por monumento
As pedras pisadas do cais.


A música se refere ao movimento dos marinheiros brasileiro conhecido como Revolta da Chibata, em reação aos castigos físicos e às condições de trabalho degradantes.
Assinale a alternativa diretamente referida ao contexto em que ocorreu esse movimento.

A)      A regulamentação pelo poder militar das relações conflituosas entre os ex-escravos e seus patrões.
B)       A adoção de uma política institucional para veicular uma imagem de população ordeira e de uma sociedade sem conflitos nos primeiros anos da República.
C)       A facilidade de ascensão social e hierárquica aos marinheiros solidificou a permanência do regime imperial.
D)      A avaliação, pelos meios operários, dos soldados e marinheiros como aliados em uma revolução social.

4).Na manhã do dia seis
Canudos foi destruída
Com bombardeios e incêndios
Não ficou nada com vida
Dizem que o Conselheiro
Tinha morrido primeiro
Na Belo Monte Querida
FRANÇA, A.Q. de; RINARÈ, R. do. Antônio Conselheiro e a Guerra de Canudos. Fortaleza; Tupynanquim, 2002, p. 32.
Em relação aos movimentos como o de Canudos, é correto afirmar que:
A)      foram movimentos nos quais se combinavam conteúdos religioso e social, pois questionavam o poder das autoridades civis e religiosas.
B)       foram movimentos de conteúdo exclusivamente religioso, marcados pelo fanatismo, reprimidos por Pedro II e pelos republicanos que se esforçavam para construir um país civilizado.
C)       foram movimentos que se limitaram às regiões Norte e Nordeste do Brasil, marcadas pela presença dos latifúndios.
D)      foram movimentos sem grande repercussão, visto que se situavam no campo e a maior parte dos trabalhadores do país encontrava-se nas cidades.

5).A campanha militar empreendida para exterminar o arraial de Canudos contou com a participação de um célebre escritor que, a partir do que viu, escreveu uma das obras clássicas da literatura brasileira. Indique a alternativa que aponta corretamente o nome do escritor e a obra produzida.
A)      Mário de Andrade – Macunaíma.
B)       Castro Alves – Os Escravos.
C)       Graciliano Ramos – Vidas Secas.
D)      Euclides da Cunha – Os Sertões.

6).Quanto à chamada República Oligárquica brasileira afirma-se:

                          I.              O surto industrial do início do século XX ocorreu de forma desordenada, propiciando precárias condições de vida aos trabalhadores: seus turnos eram de 14 a 16 horas por dia, não existia salário mínimo estipulado, as férias não eram remuneradas e não havia indenização nos casos de acidentes de trabalho.
                       II.              Antônio Conselheiro, o profeta de Canudos, é o modelo típico de liderança carismática produzida pela estrutura agrária e pelo messianismo popular dos habitantes do sertão nordestino.
                    III.              A Revolta da Vacina foi um movimento popular, ocorrido no Rio de Janeiro, em favor das idéias de Osvaldo Cruz, que procurava sanear a cidade combatendo a varíola e a febre amarela.
Dessas afirmações está (estão) correta (corretas):
A)           I e II somente; B) apenas I;  C) I, II e III; D) II e III somente.


7)."(...) Com moedas de tostões,
De dois tostões e cruzados
Lampião fazia o bem
A muitos necessitados
Principalmente aos mendigos,
Aos cegos e aos aleijados.

Um dia a tarde caía
E o santo do Juazeiro
Viu da casa onde morava,
Do extremo do terreiro
Seu mais ilustre afilhado,
o mais devoto romeiro.

Era Lampião que vinha
Liderando um grupo armado
Dos lados de Pernambuco
Pelo padre convidado
Para dar combate aos Prestes
Cordialmente chamado.

Andava a coluna Prestes
Pregando pânico geral
E possivelmente como
Finalidade central
Desestabilização
Do governo federal.




Foi para conter tal fúria
Que Lampião foi chamado,
Na casa do repentista
João Mendes foi instalado
Num sobrado onde ficou
Com o seu grupo hospedado.

No confortável sobrado
Do ilustre repentista
Recebia autoridades,
Dava esmola e entrevista
Contando suas mais terríveis
Façanhas a um jornalista.

Internacionalmente,
Sobretudo no sertão
É sabido que a patente
Honrosa de capitão
Virgulino recebeu
Do padre Cícero Romão.

Conduzia Lampião
Suplícios martirizantes,
Ferros de marcar novilhos
Para ferrar delatantes
Que fossem denunciar
Sua presença às volantes. (...)"

(Gonçalo Ferreira da Silva."Lampião, o Capitão do Cangaço", in http://www.ablc.com.br/cordeldavez/ cordeldavez.htm)

Sobre as relações entre três movimentos que marcaram o Brasil nas décadas de 1920 ou 1930 (cangaço, atuação do Padre Cícero e Coluna Prestes), podemos dizer que:

A)           a Coluna Prestes nasceu nos levantes tenentistas e defendia o poder popular, expresso, entre outros, pela ação do cangaço e pela fé religiosa.
B)           Padre Cícero e o cangaço, diferentemente da Coluna Prestes, foram manifestações populares ligadas à vida e à história nordestina.
C)           as volantes contaram com o auxílio da Coluna Prestes e do Padre Cícero e seus fiéis na perseguição e destruição dos grupos de cangaceiros.
D)           os cangaceiros representavam o banditismo do sertão e a Coluna Prestes os combateu em sua tentativa de implantar o socialismo no país.

8). "Conhecido como o navegante negro; Tinha a dignidade de um mestre-sala;..." 
O fragmento acima é da música de João Bosco e Aldir Blanc, "O mestre-sala dos mares", numa homenagem ao "Almirante Negro" que liderou a revolta dos marinheiros em 1910 contra os castigos físicos e a discriminação por parte dos oficiais. 

O líder e a revolta a que se refere o texto, são, respectivamente: 
A)                       o beato José Maria e a Revolta do Contestado; 
B)                        Lampião e a Revolta de Juazeiro; 
C)                        Giuseppe Garibaldi e as greves operárias de São Paulo. 
D)                       João Cândido e a Revolta da Chibata; 
Questão Bônus
Sobre a Revolta da Vacina, é CORRETO afirmar que:

(01) a Revolta da Vacina teve, como uma de suas causas, a demolição dos cortiços que se localizavam no centro do Rio de Janeiro. Esta ação fazia parte de um projeto mais amplo denominado "Regeneração" e que possuía, como meta, a construção de casas populares, favorecendo a população desassistida da cidade.
(02) dentre as várias causas da Revolta da Vacina destaca-se o descontentamento da população diante das reformas urbanas praticadas no centro do Rio de Janeiro e a introdução de novos hábitos por meio do Código de Posturas, numa tentativa de tornar a cidade uma capital mais adequada à República.
 (04)o decreto que desencadeou o movimento impunha vacinações e exames, além de punir aqueles que se recusassem a cumprir suas determinações com multas e demissões. A população não foi devidamente esclarecida sobre o efeito da vacina ou seus possíveis benefícios.
(08) a Revolta da Vacina foi um movimento popular cujo motivo imediato foi a publicação, em 9 de novembro de 1904, do decreto de regulamentação de aplicação da vacina obrigatória contra a varíola.

          SOMA (           )



‘’Ninguém pode voltar no tempo e fazer um novo começo. Mas podemos começar agora e fazer um novo fim!
Bom trabalho! Profº Elisonaldo Câmara.

Envie suas dúvidas para o professor Elisonaldo

Nome

E-mail *

Mensagem *