Prof.° Elisonaldo Câmara

Minha foto
Mossoró/Guamaré / Pedro Avelino, Rio Grande do Norte, Brazil
Graduado em História pela UERN, Especialista em Geo-História, professor do município de Guamaré e do Estado do Rio Grande do Norte.

sexta-feira, 5 de julho de 2013

A Revolta da Princesa


Por: Elisonaldo Câmara -Profº de História. 
Ocorreu na Paraíba,meses antes da Revolução de 1930, pode ser entendida com uma reação das elites do Estado ao governo de João Pessoa, que procurava diminuir o poder local dos coronéis,o governo instituiu impostos que taxavam o comércio entre os municípios do interior e o porto de Recife,ato que desagradou as elites paraibanas. A revolta teve inicio em 24 de Fevereiro de 1930,na cidade de Princesa Isabel,a rebelião foi liderada por José Pereira de Lima,fazendeiro,comerciante,Deputado Estadual e uma das lideranças do Partido Republicano da Paraíba,opositor ao Governador João Pessoa,o Deputado declarou apoio a Júlio Prestes,candidato á presidência  da República apoiado pelo presidente Washington Luis.Em represália ás atitudes do adversário, João Pessoa ordenou a retirada dos funcionários estaduais  de Princesa e destituiu o Prefeito e o Vice- Prefeito  da cidade, aliados de pereira Lima,esse fato provocou o inicio da revolta.Para conter a rebelião, o Governador enviou um grande contingente de soldados para a região de Princesa e ameaçou bombardear a cidade.Após quatro meses de revolta,em 9 de Junho de 1930, Pereira de Lima declarou Princesa um território independente da Paraíba e subordinada diretamente ao governo federal. No mês seguinte,João Pessoa foi assassinado por João Dantas,seu inimigo político e aliado de Pereira de Lima,o acontecimento pôs fim a revolta.Em Agosto do mesmo ano,milícias paraibanas entraram em Princesa e prenderam os envolvidos na rebelião.Em Setembro,o território voltou a fazer parte da Paraíba.

2 comentários:

Envie suas dúvidas para o professor Elisonaldo

Nome

E-mail *

Mensagem *